Para aqueles que querem sair do armário, mas têm medo…

Revelado: A Maneira Mais Tranquila De Se Assumir GayE Com Menos Chance De Ser Rejeitado Por Aqueles Que Você Mais Se Importa!

Sufocado.

É assim que você se sente?

Você sofre pensando como os outros vão reagir quando descobrirem a sua sexualidade?

Tem medo que os amigos se afastem? 

De que a família te rejeite? De que não amem mais você como antes? De que você seja um motivo de humilhação para eles?

Você alguma vez já chorou porque queria ter nascido diferente?

Mas, mesmo depois de muito tentar enganar a si próprio, descobriu que é gay e não tem jeito?

O desejo incontrolável de estar com um homem te consome? 

Só que você não faz ideia de como se assumir para os amigos, em casa e no trabalho?

Sinceramente, não sabe nem por onde começar?

Então, saiba que você não está sozinho.

Eu sei que esse é um dos momentos mais importantes da sua vida. Sei que é assustador. E que você perde o sono só de imaginar a cara de espanto (ou de decepção) das pessoas quando receberem a notícia.

Sei que agora a sua cabeça está fervilhando, com um turbilhão de sentimentos.

Mas, vamos lá, revelar ao mundo quem você é de verdade não precisa ser assim tão duro. 

E se eu te dissesse que existem alguns segredos que podem te ajudar – e muito – no momento de dar o pontapé na porta do armário?

Pois é...

É claro que tem situações e situações. Famílias e famílias. E que, quando o assunto é assumir a homossexualidade, cada caso é um caso.

Mas um pouco de planejamento, combinado com as dicas que você vai conhecer aqui, pode ser a chave do sucesso para uma vida LIVRE.

Por isso, se você quer fazer essa "transição" sem drama, preste muito atenção nas próximas linhas. 

E daí, quem sabe, você poderá me escrever depois para contar os resultados, assim como o Luan fez:

Mas por que eu tô dizendo isso tudo?

Quem sou eu e por que você pode me escutar

Muito prazer, Verônica Vergara, especialista em desenvolvimento pessoal para gays e fundadora do site meuboymagia.com.

Há mais de 4 anos me dedico a ajudar homens gays a se entenderem melhor, se aceitarem e terem relações mais felizes e saudáveis com os seus parceiros.

Se eu sou gay? Não!

Mas sempre andei com gays a minha vida toda. Era tanto amor que comecei esse projeto exatamente inspirada pelos amigos mais próximos.

Na verdade, fui bastante incentivada por um acontecimento que me marcou muito na adolescência.

É até um pouco constrangedor de contar, porque foi bem foda mesmo.

Eu tinha uns 13 anos. Quer dizer, talvez uns 14. Estava ainda no colégio, bem naquela fase crítica de adolescente que precisa da validação dos colegas, sabe?

E o meu melhor amigo na época, o Frederico, era gay (claro!).

Tava super evidente, todo mundo sabia, mas ele nunca tinha assumido isso. Nem pra mim.

Ao contrário, insistia em tentar fazer a linha hétero para enganar os outros – e enganar a si mesmo.

Acontece que o meu amigo cresceu numa cidadezinha de interior, daquelas em que todo mundo conhece todo mundo, sabe? E a sua família é super tradicional (para não dizer homofóbica).

Então, sair do armário para ele nunca foi uma opção.

O problema é que, assim como eu, você deve saber que adolescente sabe ser BEM maldoso...

Daí imagine só a reação dos outros meninos vendo um colega “correndo que nem uma gazela” (como eles diziam), falando mais fino e com um jeito mais delicado?

...era bullying o tempo inteiro!

E eu ficava muito triste cada vez que alguém fazia uma piadinha de mal gosto para o Fred. Era como uma apunhalada no meu peito também.

Não conseguia assistir àquela tortura calada. Ia lá e xingava de volta. Tanto que comecei a sofrer bullying por tabela.

Só que teve um dia em que as coisas foram longe demais...

Eu consigo lembrar como fosse ontem. Era primavera e nós estávamos numa festinha num clube da minha cidade.

Todo mundo, de todas as turmas do nosso ano no colégio, foi também. Pense naquele evento super esperado do ano. Era mais ou menos isso.

E eu fui para a festa com o meu amigo, como sempre.

Muito bem. Estávamos lá dançando, ele já começando a se soltar na pista, até que um grupo de meninos veio na nossa direção....

Se aproximaram da gente e levaram o meu amigo pelo braço. Foi tudo tão rápido que, quando me dei conta, meu amigo já estava sem roupa no meio da festa, com todos rindo na sua volta.

Eles baixaram as calças do meu amigo, tocaram na bunda dele e gritaram: “é disso que tu gosta, né sua bichinha”

Foi horrível.

Não sei nem explicar a raiva que tomou conta de mim naquela hora.

Senti um nojo. Um ódio. Um gosto amargo na boca...

E naquele instante, tive uma a certeza: isso não poderia continuar assim.

Eu não poderia deixar aquilo acontecer. Meu amigo não merecia – e não deveria – sofrer por ser diferente.

Então, prometi a mim mesma que ia buscar ajuda para entender como poderia ajudar ele.

Acho que foi aí que nasceu o meu interesse pelo assunto e a minha vontade de fazer a diferença.

Conversei com a minha psicóloga na época, falei com os meus pais, li tudo que via pela frente internet...

E, pouco a pouco, fui deixando ele mais à vontade para se abrir comigo. Demorou, mas foi o que ele fez uns anos mais tarde.

Nossa, foi muito legal quando ele me contou que era gay. Lembro que nós dois choramos de emoção.

Mas a batalha ainda não estava vencida: ele ainda precisava sair do armário para o resto do povo e para a parte mais temida: a família

Juntos, fomos estudando a melhor maneira de dar esse passo tão importante.

Foi, por exemplo, seguindo um método de 4 fases que eu criei que o Fred no final conseguiu se encher de coragem para ter essa conversa com os seus pais e hoje está bem feliz, autoconfiante e seguro de si.

Não vou mentir que foi tudo às mil maravilhas no começo... não foi!

A primeira reação dos pais do Fred não foi das melhores. E nós já esperávamos isso. Estávamos preparados.

Inclusive, durante esse planejamento, nós aprendemos que tudo é uma questão de educar o outro. E o Fred entendeu exatamente o que deveria fazer para educar os pais dele.

E deu certo.

Hoje, acredite ou não, a família do meu amigo convive super de boa com o genro homem. Até mesmo o pai (que era extremamente homofóbico e xingava tudo relacionado a “viado"...)

Posso dizer que o Fred foi o meu primeiro grande aluno. Depois dele, vieram mais amigos. Conhecidos. Amigos de amigos...

Até que, anos mais tarde, depois de já ter ajudado tanta gente, eu cheguei à conclusão que tanto conhecimento não poderia ficar guardado. Foi quando eu decidi criar o meuboymagia.com e compartilhar com o mundo tudo que aprendi e ainda aprendo.

O que eu não sabia – e jamais poderia imaginar – é que isso se tornaria o meu trabalho e essa paixão se tornaria a minha vocação...

O meu site hoje é um dos blogs gays que mais cresce no Brasil.

Com orgulho, por dia, são mais de 5 mil leitores que acompanham meus artigos. Chegando, em alguns dias, a picos de quase 50 mil usuários em apenas 24 horas.

E a minha caixa de entrada não para! Todos os dias chegam e-mails de homens agradecendo, abrindo o coração, falando sobre as suas vidas, sobre a importância de discutir temas LGBT e, principalmente, pedindo ajuda.

Aliás, se você é leitor do site, provavelmente, já me conhece. Talvez até já tenha trocado algum email comigo.

Como eles:

E eu não tô falando tudo isso para me gabar não...

Tô falando só para te explicar por que você pode me escutar...

Assim como milhares de brasileiros fazem todos os dias.

E mais: por causa desse sucesso, algumas pessoas começaram a me pedir para pagar por consultoria.

Imagine só: comecei com esse projeto com o objetivo de ajudar um amigo que estava sofrendo...

... e depois tinham pessoas querendo me pagar para ajudar elas!

Cheguei a cobrar até R$500 por 1 hora de consultoria!

Acho que, quando o desespero bate, a gente não mede esforços e nem dinheiro, né?

E é o certo mesmo.

Depois de ajudar tanta gente, de acompanhar a evolução de tantos clientes e amigos queridos de perto...

Eu ganhei a certeza e a confiança de que esse método que eu criei poderia fazer a diferença na vida de muitos outros homens gays com dificuldade de sair do armário.

Como eu sei?

Estratégias que funcionam: a melhor – e menos traumática – forma de sair do armário na SUA situação

Que fique bem claro que eu não tirei tudo isso da minha cabeça.

Eu sei porque eu sou uma viciada em livros sobre comportamento humano. Ou seja, tudo que você vai ver aqui foi estudado e comprovado pelas maiores autoridades da área no mundo.

Nessa época em que meu amigo tava numa pior, eu comecei a ler vários livros sobre psicologia, autoaceitação, persuasão, terapias afirmativas e tudo mais que via pela frente.

Fui atrás dos melhores psicólogos e terapeutas especializados no assunto. E, claro, de depoimentos e histórias de outros gays que passaram pelo mesmo processo.

É até engraçado: se você olhar minha estante de livros (e hoje a minha biblioteca do Kindle) é praticamente tomada por livros direcionados para homens gays.

Livros como esses aqui oh:

Como você pode ver, foram anos de estudo, teste, teste e mais teste. ​

E hoje eu fico mais do que feliz de poder compartilhar com você algumas das minhas melhores dicas que eu aprendi ao longo dos anos.

Só que antes eu preciso fazer um aviso:

Sair do armário não é fácil. Se alguém disser que sim, está mentindo.

Portanto, se você estiver esperando uma fórmula mágica, sinto muito informar, mas ela não existe.

A boa notícia é que, depois de muita pesquisa, eu consegui achar uma resposta para tornar esse processo muito menos traumático. Na verdade, uma não. Várias.

Afinal de contas, cada situação exige estratégias diferentes.

Um homem com pais extremamente religiosos e preconceituosos deverá ter alguns cuidados que talvez para uma família mais open-minded não sejam necessários.

Um homem com filhos tem outras preocupações em jogo, por exemplo. E assim por diante.

Mas uma coisa é fato: de todos os casos que eu pude acompanhar de perto (e de longe, lendo a respeito) nunca vi ninguém ter se arrependido de assumir a real sexualidade.

Isso quer dizer que sair do armário é a melhor coisa que você pode fazer por você mesmo.

Porque assim... você pode até querer adiar esse momento. Mas pense só: não faz sentido adiar o inevitável.

Cedo ou tarde, as pessoas vão descobrir (a menos que você renuncie a sua vida amorosa, claro...)

E daí você acabará vivendo uma vida de mentiras, como eles:

ATENÇÃOEstar no armário mata!

O preocupante é que, muitas vezes, sair do armário não é simplesmente uma questão de escolha. É uma questão de sobrevivência: você corre o risco de ficar sem ar lá dentro.

De acordo com uma pesquisa feita pela University College Cork, na Irlanda, 40% dos gays já pensaram ou tentaram cometer suicídio.

Eu disse quarenta porcento! 

Você tem noção do absurdo que é esse número?

Não estou dizendo que esse é o seu caso.

Mas que é, sim, o de milhares de homossexuais (adolescentes ou não), que cometem suicídio todos os anos.

Eles não querem ser uma vergonha para a família, nem para a sociedade. Então preferem tirar a própria vida do que lutar por ela.

Só que isso não precisa, nem deve, ser assim.

Chega de ir na balada hétero querendo ir na gay. Ou de ir na gay com medo de ser descoberto... Chega de apresentar o namorado como amigo. Chega de ficar inventando histórias para responder as pessoas quando elas te perguntam o que você fez no final de semana...

Chega de perder tempo deixando de viver tudo que você tem para viver...

Até porque, não se iluda: você dificilmente vai conseguir ter um relacionamento de verdade com outro homem dentro do armário.

Sabe por quê?

Porque vai chegar um momento em que você vai se autoboicotar, com medo de “se transformar gay” em definitivo e ter que bancar isso para a sociedade.

Já vi essa história milhões de vezes: fulaninho não quer sair do armário, mas também não quer abrir mão de ter relações com outros homens. 

Daí o que faz? Busca o sexo fácil para aliviar as tensões. 

A preocupação em encontrar alguém discreto é tanta que fulaninho acaba criando diversas situações para que o lance com o siclaninho não evolua para algo mais sério. 

Ou, com frequência, o gay não assumido sente tanta culpa que acaba deixando sua autoestima escapar pelo ralo... 

Como acontecia com o Igor: 

E olhe só o caso do Flávio:

Ele se boicotava tanto que não se permitia beijar outros homens na boca. Apenas fazia sexo anal. 

Daí eu te pergunto: como você acha que alguém pode encontrar um amor de verdade assim? 

É bem difícil....

Claro que não estou dizendo que, dentro do armário, você só poderá sair com travestis. E que não beijará ninguém na boca. Nada disso.

Mas, certamente, sem nem perceber, você criará as suas próprias regras e barreiras para se envolver com outro homem. 

E, muito provavelmente, o resultado será uma rapidinha sem compromisso. Ou um relacionamento vazio escondido à sete chaves. 

Acredito que, no fundo do seu coração, não é essa a sua vontade, não é mesmo?

Por isso, tem algo que você precisa saber agora mesmo. 

O relógio está correndo e é da sua vida que estamos falando.

Então, grude os olhos nesta tela.

Leia isso com atenção porque é bastante importante!

O inimigo invisível que é o responsável pela infelicidade da maioria dos homens gays (você deve livrar-se dele imediatamente!)

Eu preciso te fazer um alerta:

Existe algo que é um verdadeiro veneno dentro do seu corpo...

E sabe o que é pior?

Ele provavelmente já está dentro de você e você nem percebe, te envenenando e arruinando a sua vida!

Sim, ele já está aí!

Minando a sua confiança...

Destruindo os seus relacionamentos...

Atrasando os seus sonhos...

E segurando todo o seu potencial de quem você poderia realmente ser...

Eu tô falando da homofobia internalizada!

Sim, isso talvez surpreenda você, mas talvez laáá no fundo você seja homofóbico.

Explico:

O que acontece é que, desde muito cedo, nós somos educados dentro de uma cultura que praticamente IMPÕE uma besteira enorme:

Ser gay é errado. É uma aberração. É algo imoral. É algo que não deveria existir, que a Igreja não aprova.

Não, ninguém fala isso explicitamente.... mas essa mensagem está lá!

Você consegue ver também?

Então, imagine a situação:

Como você acha que a sua mente vai lidar com o fato de você se tornou algo ou está se tornando tudo aquilo que, desde pequeno, foi martelado na sua cabeça como errado?

É um nó na cabeça, certo?

É como pisar no acelerador e no freio do carro ao mesmo tempo: você só gasta energia e não sai do lugar!

Então, o que acontece no final?

O que acontece é que, por mais que você hoje saiba logicamente que você é um homem completamente normal, lá no fundo esses pensamentos nocivos permanecem...

... Envenenando e tirando todas as suas energias!

Por isso, é mais do que importante que você tenha as ferramentas e as informações certas para aprender a lidar com a sua mente.

Para reconhecer quando alguns desses pensamentos tentam vir à tona e bloqueá-los imediatamente, antes que eles possam causar mais danos.

E eu já adianto para você: não é fácil!

Sozinho é mais difícil ainda!

Mas, com os passos certos, você pode ter ótimos resultados.

​​​​Como alguns exercícios comprovados (e simples) são capazes de mudar o seu mindset e turbinar a sua autoconfiança

Aliás, de nada adianta você querer se assumir gay para o mundo, se não estiver confortável com a própria sexualidade.

Isso é fato!

Pense só: se você demonstrar fraqueza, colocará a opinião dos outros também em dúvida. E pior: validará a crença deles de que ser gay é um problema...

Entenda uma coisa: você deve ser a prova viva de que não tem nada de errado em ser gay.

Deve mostrar que está tão bem, que se ama tanto, que as outras pessoas não tenham outra opção a não ser te amar de volta.

Mudar a mentalidade pode até parecer um bicho de sete cabeças, mas não é!

Para fazer isso, existem alguns truques.

Ao longo dos anos, eu aprendi exercícios super eficazes para desenvolver autoconfiança.

Alguns são tão incríveis que já dão resultado em minutos...

Você vai ficar chocado com a diferença que isso fará no modo como você se enxerga, se apresenta e, principalmente, na maneira como as outras pessoas passarão a te enxergar.

E esse papo já me faz lembrar de outra coisa muito importante...

​​​​Por que esta arma pouco divulgada da psicologia social é extremamente poderosa – e como você pode usá-la para TRIPLICAR as suas chances de aceitação no momento da revelação

Agora, algo bastante interessante.

Provavelmente, o seu maior medo neste momento é ser rejeitado.

Justo! Eu não julgo...

É mesmo assustador perder, de uma hora para a outra, o apoio daqueles que mais amamos.

Até, assim... Eu gostaria muito de dizer o contrário, mas, dependendo do caso, isso é algo que pode acontecer. Infelizmente.

Só que o que você talvez não consiga enxergar agora é que tudo é uma questão de educação. E que existem técnicas poderosas de psicologia social para convencer as pessoas a mudarem de opinião.

Pense comigo:

Como você acha que as grandes empresas fazem para vender os seus produtos?

Elas, simplesmente, oferecem uma ideia que não é do agrado dos compradores e esperam que eles comprem voluntariamente?

Não, né?

Elas convencem os seus consumidores de que aquele produto é bom. De que é necessário. De que é o melhor negócio a se fazer.

E no seu caso não será diferente.

O que eu quero dizer é que você pode aplicar com os seus pais, filhos, amigos e etc o mesmo princípio de persuasão que se aplica na área de marketing para vendas.

Aliás, você se surpreenderia com a quantidade de estratégias que existem para persuadir as pessoas e fazer com que elas concordem com você.

É mesmo incrível!

No meu método, que eu vou apresentar para você em seguida, eu ensino 5 técnicas de persuasão para pessoas preconceituosas.

Daí você poderá fazer quem nem o Fabiano, que usou a técnica Jesus Me Ama para convencer os pais extremamente religiosos de que ser gay não é um pecado.

E quer saber o melhor?

Depois de usar essa argumentação, nem foi preciso muita conversa. Porque só falando isso, em pouco tempo, seus pais lhe estenderam a mão e aceitaram o filho como é.

Agora suponhamos que você tem um pai super machista. Desses que cresceu no interior, que muda de canal quando vê dois gays se beijando na tv ,e não consegue aceitar nada que seja novo ou diferente.

Pois bem.

Saiba que, se você abordá-lo da maneira certa – gerando as emoções certas – a coisa pode mudar.

Eu vou te mostrar exatamente como fazer ele entender que ser gay não é um problema. E te dar a oportunidade de continuar tendo a mesma relação com o seu pai, quando você imaginou que isso nunca seria possível.

Use a técnica Cartada de Mestre e veja como é praticamente impossível ele não ficar sensibilizado.

Você poderá fazer, também, como o meu aluno Saulo, por exemplo, e tocar o coração da sua família com a técnica Coração Mole.

Ele ficou surpreso com como a reação dos seus pais e irmãos mudou depois que ele usou essa argumentação. Disse que foi uma choradeira só!

Éée, meu amigo! É impressionante mesmo!

Você vai ver que até mesmo as pessoas mais cabeça dura vão ficar balançadas, porque esses gatilhos não são lógicos e despertam um sentimento profundo, que elas nem conheciam.

E, de novo, esses são só alguns exemplos do que aprendi ao longo dos anos. Depois, passo mais alguns para você, se quiser...

​​​​Agora, outro aviso:

Com certeza essas estratégias funcionam! (o marketing está aí para provar...)

Mas não espere que todas elas funcionem todas as vezes, todo o tempo!

O que elas fazem é dar a melhor chance possível de você conseguir o que você quer. Mas, no mundo real, as coisas nem sempre acontecem como a gente imaginou, concorda?

Não posso garantir que 100% das pessoas aceitarão você. Mas posso garantir que você estará muito mais preparado para convencê-las: mais confiante, mais persuasivo.

Agora, assim, eu sei que isso pode parecer muita informação...

É normal você se sentir assim, porque agora você está praticamente em uma encruzilhada, onde você precisa escolher qual caminho seguir.

Não escolher já é uma escolha em si... Uma das piores que você pode fazer...

Outra é pegar tudo que você leu aqui e arriscar a sorte para ver se consegue algo por conta. Talvez, com alguns erros e acertos, você até consiga algum resultado...

Ou você pode optar pelo terceiro caminho e deixar que eu faça todo o trabalho para você. E sabe do que mais?

Eu já fiz!

Gay, LIVRE , leve e feliz! 

Fora do Armário é o seu guia para sair do armário da melhor maneira possível, seguindo simples (e estratégicos) passos.

Nele, você encontrará um manual completo de como se preparar para revelar a sua sexualidade para quem quer que seja. Tudo para dar essa guinada tão importante na sua vida com o foco e planejamento necessários.

O programa, testado e aprovado por muitos brasileiros, está dividido em 4 módulos, um para cada fase do processo de assumir-se gay. São instruções diretas e fáceis de colocar em prática.

E daí imagine só como será a sua vida daqui para a frente:

Sabe quando você dá um mergulho longo na água e depois volta para a superfície implorando por ar? Você respira fundo aliviado, né?

Pense nessa sensação multiplicada por 100.

É mais ou menos isso que você vai sentir depois que sair do armário.

Já pensou que maravilha poder viver a sua vida sem o medo de ser descoberto a qualquer momento? E sem o sentimento de culpa de estar enganando os outros?

Será como tirar uma tonelada das costas, não é mesmo?

Imagine só você conhecendo um cara legal e começando, pela primeira vez, um relacionamento de verdade...

Vocês irão no cinema juntos. No parque. No shopping. Andarão de mãos dadas pela rua, tudo como os casais normais apaixonados fazem.

Ele frequentará a sua casa e você a dele. E vocês serão recebidos com todo o carinho de um genro. De um cunhado.

Você ficará mais à vontade com as pessoas.  Mais do que isso: você ficará mais à vontade consigo mesmo.

Porque, finalmente, você vai se sentir LIVRE!

E como eu posso garantir isso?

​​​​​​​​​​​​Conheça o meu método MAPA:

Veja como funciona o programa e entenda como ele também poderá ajudar você.

1

Mentalidade

Nem o seu pior inimigo pode te causar tanto prejuízo como a sua própria mente. Sabia?


A parte boa é que, depois que você aprende a usá-la a seu favor, nada pode te ajudar mais do que ela – nem mesmo o seu pai ou a sua mãe.


Aqui, você vai descobrir como mudar o seu mindset e reprogramar a sua mente para a felicidade. Você vai identificar as armadilhas mentais que te travam e como, com exercícios simples, é possível vencê-las para aceitar e se orgulhar da sua orientação sexual.

3

Planejamento

Feito isso, vem a hora de planejar a sua saída do armário. Qual é o momento certo, qual é o local mais apropriado, quais são os riscos de assumir a sua homossexualidade, para quem você deve contar primeiro e etc.


Planejamento é parte importante de qualquer decisão significativa, por isso teremos um módulo inteiro dedicado para tal.

2

Autoconfiança

Depois, será o momento de perder o medo e turbinar a sua autoconfiança.


Eu vou te ensinar como se tornar um homem gay bem resolvido e seguro de si, mesmo que agora você nem consiga imaginar a possibilidade de se sentir assim.  


Você ficará tão confiante que os outros não terão nem dúvidas de que está fazendo a coisa certa.


Essa parte é realmente impressionante! Você notará a diferença rapidamente. 

4

Ação

Finalmente, após ter mudado de mentalidade, ter ganhado autoconfiança e ter se preparado, chegará o tão esperado momento: a revelação.


No quarto módulo, você terá um passo-a-passo completo de como ter essa conversa com a sua família, amigos, filhos e companheiros de trabalho. Você estará pronto para se assumir homossexual para quem quer que seja.

Viu só? Não terá como se perder por aqui!

Isso funcionará como um verdadeiro MAPA.

É tudo muito simples e fácil de aplicar. Será impossível ficar perdido, porque você vai receber um passo-a-passo completo.

Eu vou pegar na sua mão e vou te guiar para fora do armário. Juntos, vamos encontrar a melhor saída.

Agora veja o que está esperando por você
dentro do programa Fora do Armário:

  MÓDULO 1
  Mentalidade: Mudando o Mindset

  • Um poderoso – e simples – exercício de 3 passos para vencer a homofobia internalizada. A página 45 ensina.
  • As 6 crenças mais perigosas que a maioria dos homens gays têm – eu vou quebrar cada uma delas para você e mostrar exatamente o que você pode fazer para superá-las de uma vez por todas;
  • O que você definitivamente precisa fazer se quiser se aceitar gay (não subestime o poder disso).
  • 7 mentiras que você escuta desde que nasceu – e como elas estão arruinando a sua vida sem que você nem perceba;
  • CUIDADO: esta armadilha mental está te colocando em perigo! Porque ela é a responsável por bloquear todo o seu potencial e fazer com que as pessoas te enxerguem como um perdedor;
  • 10 perguntas poderosas que estimulam sua mente para dar soluções mais objetivas para os seus problemas;
  • O segredo que o seu terapeuta nunca lhe dirá e que permite que você se livre dos seus problemas mais profundos. Se todos os pacientes soubessem disso, muitos psicólogos estariam sem trabalho...

  MÓDULO 2
  Autoconfiança: Perdendo o medo

  • 3 exercícios simples para vencer o medo que podem te deixar 10X confiante (depois que você fizer eles, não vai se perdoar por não ter descoberto isso antes)
  • Um truque ridículo de fácil para controlar o impacto que a opinião dos outros tem sobre você – fazendo isso, nada mais do que falarem vai abalar sua autoestima e sua autoconfiança.
  • 5 fatores pouco conhecidos que podem afetar a maneira como você é visto pelas outras pessoas – isso pode parecer banal, mas é BEM interessante!
  • Um exercício poderoso de 3 minutos para eliminar os sinais de imaturidade que podem fazer os outros acharem que você está só “passando por uma fase”
  • Uma maneira detalhada, semelhante a uma receita de bolo, de construir autoestima que funciona todas as vezes (o segredo está no processo passo-a-passo, o que você aprenderá aqui);
  • Como perder o medo em apenas 2 minutos (faça só isso da maneira certa e você ficará impressionado com como ganhará uma coragem absurda);
  • O grande segredo por trás da autoconfiança inabalável. Durante todos esses anos em que eu tenho ajudado homens gays, eu vi muitos deles FALHAREM porque não fizeram apenas uma coisa simples. Você descobrirá aqui o que e fará diferente

  MÓDULO 3
  Planejamento: Espiando pela fresta

  • Sua família será compreensiva no momento que você sair do armário? Aqui como você pode prever a reação deles, RÁPIDO!
  • 10 perguntas que você deve estar preparado para responder na hora de sair do armário;
  • A absoluta pior hora para contar para alguém que você é gay (faça isso e seja obrigado a lidar com uma reação mega negativa);
  • O lugar onde você NUNCA deve ter essa conversa – muita atenção, isso seria praticamente um tiro no próprio pé;
  • Uma janta de família é a melhor ocasião para sair do armário, certo? ERRADO! A página 120 explica o porquê;
  • A primeira pessoa para qual você deve falar que é gay – e porque ela será decisiva durante todo o processo.

  MÓDULO 4
  Ação: Abrindo a porta

  • O exato passo a passo da melhor maneira de sair do armário no SEU CASO;
  • Como sair do armário para uma família extremamente religiosa (3 argumentos que farão seus pais repensarem a homossexualidade);
  • Porque quando você sair do armário talvez os seus pais entrem. Página 114;
  • Os 5 piores erros que você pode cometer na hora de contar que é gay para a sua família – isso diminuirá pela metade as suas chances de ser aceito;
  • Melhor dizer algo do que não dizer nada, certo? ERRADO!
    A página 116 explica o porquê;
  • 5 abridores de assunto que farão a conversa fluir e tirarão o clima de tensão do ar;
  • 3 ideias para sair do armário à distância caso você não consiga falar;
  • Quando cortar o vínculo com certas pessoas é o melhor que você tem a fazer – e o que fazer caso essa seja a sua situação. Na página 123.

E fique tranquilo...
O meu método funcionará para você, mesmo se:

  • check
    Se a sua família for extremamente preconceituosa;
  • check
    Se a sua família for extremamente religiosa;
  • check
    Se você já tiver sofrido muito por ser gay;
  • check
    Se você tiver sido casado durante muito tempo com uma mulher;
  • check
    Se você tiver filhos;
  • check
    Se você for mais velho e achar que já é tarde demais para se assumir gay;
  • check
    E mesmo se você acredita que nunca poderá ser feliz sendo gay...

CONTEÚDO 100% DIGITAL

E, para facilitar ainda mais a sua vida,
o Fora do Armário cabe na palma da sua mão:

Todo conteúdo é 100% digital! 

A entrega é imediata após a compra, para que você já possa acessar na hora do seu computador, tablet ou celular.

Não tem perda de tempo aqui! 

E você ainda não viu tudo... 
Está incluso no
seu pacote hoje:

Valor de: R$ 149
Hoje para você: GRATUITO

BÔNUS #1
Mestre do Texto: Deixe qualquer homem obcecado por você através de mensagens no celular

O primeiro deles é um treinamento que tem dado o que falar...

Esta é a minha coleção das melhores mensagens que eu fui descobrindo ao longo dos anos. São simples (e quase inocentes) mensagens que ativam o gatilho mental que deixa os homens completamente atraídos por você.

Para você que está começando, será a melhor maneira de conhecer caras interessantes de forma rápida, fácil e divertida.


Valor de: R$ 27
Hoje para você: GRATUITO

BÔNUS #2
Homens encrenca: os 7 perfis dos quais você deve fugir

Por último, um guia bônus que eu tenho muito orgulho. Por quê?

Porque já ajudou centenas de homens a evitar uma das piores desgraças que pode acontecer em um relacionamento: se envolver com o cara errado!

Um cara errado não só torna a sua vida miserável agora... como também deixa você cheio de cicatrizes para todos os seus pra todos os seus próximos relacionamentos!

Teve gente que já me contou como chegou a perder o cara certo porque simplesmente tinha bloqueios e cicatrizes que não curaram do antigo relacionamento.

Exatamente para evitar que isso aconteça, eu incluo aqui, sem custo extra algum, este presente que vai te ensinar a reconhecer os 7 perfis de homens dos quais você deve fugir.


Valor de: R$ 500
Hoje para você: GRATUITO

BÔNUS #3
Acompanhamento personalizado

E mais: hoje eu cobro R$ 500 por 1 hora de consultoria e você nem conseguiria me contratar porque não estou aceitando mais clientes no momento…

Ainda assim, me comprometo aqui a fazer um acompanhamento pessoal com você através do meu email de suporte para tirar qualquer dúvida que você tenha…

Durante 60 dias, você poderá contar com um apoio personalizado para te ajudar a implementar todas as técnicas do programa.

GARANTIA DE 30 DIAS, RISCO ZERO E 100% DE SATISFAÇÃO!


E olha só, você nem precisa decidir hoje se isso é ou não pra você... 


Faça o seguinte: teste! Teste e veja com os seus próprios olhos. 


Se em até 30 dias você não ficar satisfeito com o produto, seja lá por qual motivo, te devolverei TODO o seu dinheiro de volta.


Você percebe o que isso significa? Significa que você não tem nada a perder!


Ou você se torna um homem seguro de si e sai do armário com confiança e determinação, ou então basta você mandar um email para [email protected] pedindo o seu reembolso…


Justo, né?


Sem perguntas, sem enrolação, sem encheção de saco…

Quanto você teria que investir para ter tudo isso separadamente:

Programa Fora do Armário

R$ 299

Mestre do Texto

R$ 149

Homens Encrenca

R$ 27

TOTAL:

R$ 475

Mas esse NÃO É o preço que eu tenho para você hoje...

PROMOÇÃO ESPECIAL POR TEMPO LIMITADO

De R$ 475

Por apenas:

1 pagamento 100% reembolsável
de R$ 19,90

Mais 11 parcelas de R$ 19,90 somente se você ficar satisfeito com o programa!

IMPORTANTE: Esta promoção pode acabar a qualquer instante!

Nós respeitamos totalmente a sua discrição e privacidade

Por isso, compras no cartão de crédito aparecerão como Hotmart na fatura.

Sem menção a sair do armário, nem gay, nem boy magia, nem nada disso. 

É isso mesmo: 
Você não tem nada a perder!

Por um depósito nesse valor hoje você tem 30 dias para testar todo o programa e tudo que você leu hoje aqui

E você só paga o preço completo se ele funcionar para você!

Você faz hoje um pequeno depósito de R$ 19,90, aí você coloca em prática tudo que você vai aprender e começa a sentir e ver os resultados com os seus próprios olhos!

Caso contrário, eu faço questão que você me envie um email pedindo o reembolso do seu depósito!

Agora, se você ficar satisfeito com o programa, então você não precisa fazer mais nada. Nesse caso, serão cobradas automaticamente mais 11 parcelas de R$ 19,90 até fechar o pagamento completo.

E mesmo se você decidir por já fazer um depósito no valor integral, todo o valor estará 100% protegido por 30 dias para você testar o programa.

Ou seja: não existe possibilidade de arrependimento aqui!

E lembre-se:

Se você não fizer algo hoje, talvez isso nunca se resolva.

Talvez você pense que “amanhã você decide” e acaba adiando isso por dias. Que viram semanas. Que viram meses. Que viram anos...

E você vai se odiar quando deixar, mais uma vez, a oportunidade de conhecer outros homens passar porque ainda está no armário!

Pense assim: por R$ 0,66 ao dia você pode testar e ver com os seus próprios olhos se tudo que eu falei aqui para você é verdade.

Com R$ 0,66 você não consegue nem comprar um expresso na cafeteria...

Agora compare quanto esses R$ 0,66 podem trazer para você:

Quanto vale, finalmente, estar livre para ter a vida que você quer e merece?

Quanto vale poder sair com outros homens sem o medo de ser descoberto? Quanto vale não se esconder mais à sete chaves? 

Quanto vale ser um homem confiante e bem resolvido, que aceita plenamente a sua sexualidade e tem orgulho de ser quem é?

Acredito que bem mais do que R$ 0,66, né?

Chega de viver uma vida que não é sua. Passe a ditar as suas próprias escolhas e tenha total controle de onde isso vai te levar.

Por isso, tome a decisão inteligente e clique no botão abaixo agora mesmo!

Garanta o seu acesso ao programa Fora do Armário e comece a colocar tudo em prática o quanto antes.

Se eu estiver errada, você só perdeu 5 minutinhos e pede o seu dinheiro de volta… mas e se eu estiver certa?

IMPORTANTE: Esta promoção pode acabar a qualquer instante!